Com a regulamentação da odontologia esportiva, o Conselho Regional de Odontologia (CRO-MT) faz o alerta para o bom uso da especialidade na promoção da saúde bucal dos atletas de Mato Grosso. A odontologia esportiva foi reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO), por meio da resolução n. 160 – publicada no último dia 6 de novembro.
Conforme esclarece o presidente do CRO-MT, Luiz Evaristo Ricci Volpato, a sociedade poderá contar agora com o cirurgião-dentista de forma regulamentada junto às entidades esportivas. Isto, principalmente, nas modalidades em que mais ocorrem traumas.
“É comum o esportista ter qualquer tipo de lesão nas regiões da face e da boca. E poder contar com um profissional preparado e presente naquela situação, já apto a fazer o atendimento é muito importante e pode ser primordial para a recuperação do atleta”, explica Evaristo.
Outro ganho importante, ressalta o presidente do CRO-MT, é em relação aos atletas de alto rendimento que necessitam de tratamento odontológico especializado na administração de medicamentos. Isto, para não configurar doping em competições oficiais.
A cirurgiã-dentista Soraia Sales Favaro também explica sobre a atuação do profissional nessa nova especialidade. Tanto no tratamento, prevenção e reabilitação de doenças dos atletas profissionais e amadores, o atendimento poderá melhorar o rendimento esportivo e prevenir lesões – levando em conta as particularidades fisiológicas de cada atleta em sua prática esportiva.

DIMINUIÇÃO DE RENDIMENTO – A profissional destaca ainda que os diversos problemas bucais podem diminuir o rendimento do atleta. “O rendimento começa com a saúde geral do atleta, seja ele amador ou de alto rendimento. E a saúde bucal não está separada da saúde geral, uma infecção dentária pode levar o atleta inclusive a grandes problemas”, alerta Soraia.
Atuando na Odontologia Desportiva há cinco anos, a cirurgiã-dentista realizou alguns cursos que considera essenciais para que o profissional atenda bem nessa área. O Curso de “Cutwoman”, por exemplo, realiza atendimentos em eventos de luta, preservando a integridade física do atleta. Já o curso de confecção de protetores bucais e faciais individualizados desenvolve próteses especialmente para os esportes de contato físico em que esse atleta é submetido.
Soraia também tem alertado por meio de palestra de conscientização, principalmente aos dirigentes esportistas e treinadores, que esses acidentes são tão comuns, tanto em competições quanto nos treinos e reforça a necessidade de ser acompanhamento por um profissional especializado.
Ela explica ainda que as principais lesões vão desde a cárie até casos mais graves, minando a saúde do atleta e gerando possíveis prejuízos às equipes.

Fonte: http://www.atribunamt.com.br/2015/12/odontologia-esportiva-e-os-novos-desafios/

Artigo anterior

Saiba como adotar a ergonomia na prática odontológica

Próximo artigo

Encontro de Endodontia em Joinville

Eliezer Bittencurt

Eliezer Bittencurt

Não há comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>