Quando se trata de dentes e gengivas, você sabe como identificar uma situação de risco. Mas como você está quando se trata de perceber exposições a riscos em seu consultório?

Veja alguns riscos para dentistas listados pela Insureon, empresa norte-americana de gestão de riscos e seguros:

  1. Risco no ambiente

Se você é como a maioria dos dentistas, você provavelmente alugou um espaço genérico e, em seguida, instalou drywall e hidráulica, a fim de projetar as salas de exame e áreas de esterilização. Embora o dono do imóvel possa assegurar o edifício, você também tem responsabilidades.

Pergunte ao locatório sobre a cobertura de “melhorias do inquilino e benfeitorias” para o seu seguro de propriedade, para que os custos de reparação ou de substituição para esses itens não tenha que sair do seu bolso, em caso de uma reivindicação do seguro de propriedade.

  1. Equipamentos em manutenção

Equipamentos quebrados ou com defeito também podem prejudicar os pacientes, e render processo sob alegação de negligência, o que você pode evitar com um registro atualizado de manutenção. Felizmente, você pode tomar medidas para mitigar este risco: verificar seus equipamentos com frequência, manter a boa limpeza e manutenção preventiva e capacitar toda a equipe sobre o uso adequado.

  1. Registros de pacientes

Você provavelmente já sabe suas obrigações de segurança sobre os dados de seus pacientes. Garanta a privacidade dessas informações, com atualização de anti-vírus e, no caso dos registros impressos, de armários resistentes e com chave.

  1. Desastres naturais e incêndios

Você deve ter um plano para desastres naturais que poderiam encerrar seu negócio, como enchentes, tufão, entre outros. Calma, você provavelmente não terá que lidar com grandes desastres, mas sim com os problemas causados por outras pessoas, como interrupção de um fornecedor ou incêndio na propriedade de um vizinho, causas suficientes para fechar seu consultório.

Para sua prática sobreviver a esses contratempos é necessário planejamento. Lembre-se, mesmo que suas operações estejam suspensas, seus credores, proprietário e os funcionários ainda esperam serem pagos.

  1. Suas finanças

Embora possa ser tentador contratar uma assistente e deixar que ela lide com todas as questões financeiras, essa decisão poderia assombrá-lo no futuro. De acordo com um relatório da Hiscox, especialista em seguros, mais de 40% dos roubos de funcionários no ano passado foram cometidos por pessoas em funções de contabilidade e finanças.

Você pode contratar alguém para isso, mas não deixe de acompanhar os números mensalmente, com as seguintes perguntas:

Como nosso dinheiro está sendo gasto?

Qual é a nossa produção média por paciente?

Qual a percentagem de contas de pagar no prazo de 30 dias? Dentro de 60 dias?

As respostas a estas perguntas pode lhe dar uma melhor imagem da sua rentabilidade e você pode pedir alterações, se necessário.

Como um dentista, você está esclarecido sobre os riscos que espreitam as bocas de seus pacientes. Trate o seu negócio com o mesmo cuidado que você preenche uma cavidade, para garantir a saúde do seu consultório.

Artigo anterior

Conheça os cursos de agosto em parceria com a KaVo Kerr

Próximo artigo

5 Coisas que você não deve fazer como dentista e chefe

Diarioodonto2014

Diarioodonto2014

Não há comentários

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>